Saiba quais documentos são necessários na venda de um carro

Saiba quais documentos são necessários na venda de um carro

A burocracia no Brasil assusta muita gente, e para comprar ou vender um carro não é diferente.

Há quem evite a papelada recorrendo ao despachante, pagando um dinheiro extra e evitando complicações.

Mas se você é do tipo que gosta de fazer tudo sozinho, aqui vão informações sobre os documentos necessários para se negociar carros, tanto novos quanto usados.

Carro zero

Se você for a uma concessionária para comprar um carro 0km, é muito provável que a loja resolva todos os trâmites relativos à documentação.

Se esse não for o caso, você mesmo pode dar a entrada na papelada do seu veículo novo.

A documentação pode ser realizada pela própria concessionária
A concessionária pode resolver todo o processo de documentação

Os documentos a serem emitidos são o Certificado de Registro do Veículo (CRV), que funciona como uma certidão de compra e venda do automóvel (e deve ser guardado em local seguro), e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), o popular “papel do carro”, que deve ser portado obrigatoriamente sempre que ele circular pelas ruas e estradas do país.

Para requisitá-los, é preciso ir até uma unidade de atendimento indicada pelo Detran com os seguintes documentos:

– RG e CPF (original e cópia);

– Comprovante de endereço (original e cópia, de no máximo três meses antes);

– Cópia da nota fiscal do fabricante;

– Nota fiscal original da revenda, emitida pela concessionária ou pelo fabricante;

– Decalque do chassi;

– Formulário do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), disponível nos sites dos Detrans de cada Estado;

– Comprovantes de pagamento do primeiro registro e do emplacamento.

Ao apresentar esses documentos, são emitidas as guias para pagamento do IPVA e DPVAT (seguro obrigatório).

Com elas pagas, é feito o pedido de emissão do CRV e do CRLV, assim como a geração do número da placa.

Depois disso, com a papelada pronta e o veículo emplacado fisicamente, você está liberado para rodar com seu carro novo!

Carros Usados

Ao comprar um carro usado, antes de fechar negócio, é bom checar se ele não tem pendências, como autuações, taxas em aberto e multas não pagas.

Para fazer isso, basta entrar no site do Detran, tendo em mão o Renavam do veículo e o número da placa.

Consulte os órgãos cometentes antes de efetuar a aquisição de um carro usado
Antes de comprar um carro usado realize uma consulta nos órgãos competentes

Se o carro for comprado em loja, o dono é obrigado por lei a dar o histórico.

Também é importante checar se os números do chassi e do motor batem com os que aparecem nos documentos do veículo – se houver divergências, a dor de cabeça pode ser enorme.

Fechou negócio? Agora você tem 30 dias para transferir o carro para o seu nome.

Atenção: o não-cumprimento desse prazo é considerado infração grave, rendendo cinco pontos na carteira!

Evite multas regularize a documentação no prazo
Regularize a documentação de compra no prazo determinado para não receber penalidade

Além disso, sem a transferência, o antigo proprietário pode pedir o bloqueio do veículo, para evitar receber multas e cobranças.

Para resolver isso, basta ir ao Detran com estes documentos:

– CRV preenchido e assinado pelo antigo proprietário, com firma reconhecida em cartório;

– CRLV do veículo (original e cópia);

– RG e CPF do novo proprietário (original e cópia);

– Comprovante de endereço do comprador (original e cópia, de no máximo três meses antes);

– Duas vias do formulário do Renavam, disponível nos sites dos Detrans de cada Estado;

– Dois decalques do chassi;

– Comprovante de pagamento da taxa de emissão da nova CRV e dos demais débitos, caso existam.

Se for vender seu carro para pessoa física, é necessário preencher e assinar o CRV do veículo, com reconhecimento de firma, e fazer a comunicação de venda ao Detran. Em muitos casos, ela pode ser feita online.

Caso você esteja vendendo seu carro a uma loja, o registro é passado imediatamente para o nome da empresa no momento em que o veículo entra no estoque.

Esse procedimento entrou em vigor em 2017, visando reduzir a burocracia, e ele é feito totalmente online.

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat